O Jacaré Bilé, o marxismo e a lua na água

16 de outubro de 2011


Caiu de paraquedas na minha mão hoje o livro do Ítalo Cajueiro e da Alessandra Roscoe, “O Jacaré Bilé”. Muito legal. Recomendo. Li pro Pedro e ele saiu contando pra todo o mundo sobre o jacaré que achava que a lua fosse tapioca. Imagem super divertida.

Aliás, o livro é cheio de imagens bem definidas e poéticas.

Muito diferente dessa literatura infantil que empurra mensagens moralistas pras crianças, com o propósito de civilizá-las.

Nada contra a chamada literatura instrumental-pedagógica. Mas tem um fundo de verdade na tese de um amigo (inteligente, mas marxista) segundo a qual essas histórias moralistas não passam de uma colonização do cérebro da criança. Dedução curiosa, né? Mas tem a ver. (É incrível como os dialético-materialistas conseguem dar plasticidade pro marxismo.)

Em  “O Jacaré Bilé” não vi nada disso. A pequena e engenhosa historinha é redonda, com um ritmo cadenciado pra uma leitura em voz alta. O texto vem sapecado de imagens bem construídas – como a do reflexo da lua no açude, que enche a pança do jacaré. Lindo!

Gostei bastante da arte-final. Os desenhos seguem o texto, mas tecem uma narrativa própria, que ora ilustra, ora pega um atalho pra reencontrar o fio-da-meada lá na frente. No meio da leitura, Pedro comentou sobre alguns desenhos que a ele pareceram se destacar da história.

Acho que são esses os segredos de uma história infantil bem construída. Texto sonoro e ritmado. Imagens bem desenhadas. E arte-gráfica que dialoga com as palavras e não se limita em tentar ilustrá-las.

As reações que Pedro teve durante a leitura mostram que o livrinho dialogou como o cérebro dele – uma criança de seis anos.

Leio incansavelmente pra ele. Sei que pouca literatura, voltada pras criança, consegue alcançar esse objetivo: se comunicar com elas, respeitando a dinâmica de sua formação.

Legal saber que tem gente em Brasília que consegue fazer isso. Quem sabe é no livro infantil que a literatura brasiliense vai conseguir o que ainda não alcançou: público-leitor.

Na Livraria Cultura tem: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?isbn=9788578480141&sid=62497122913531599566168346

Anúncios

2 Respostas to “O Jacaré Bilé, o marxismo e a lua na água”

  1. Adorei a resenha e gostaria de publicá-la em meu blog, com os devidos créditos, é claro, mas não sei como fazer. Vi que há possibilidade de partilhar apenas no Twiter e no Facebook.
    Grande abraço, beijocas e tapiocas para o Pedro!

    • Luiz said

      Fique à vontade, Alessandra.

      Só não sei com faz.
      Mas nada que um recorta-e-cola não resolva.
      E a foto da capa, vc deve ter uma melhor que a atual, né?
      Aliás, se puder mandar uma com mais definição, eu troco.
      bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: